quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

De Roque Santeiro para Maringá

Amanhã é dia de estréia no rock maringaense. O trio Professor Astromar & Os Criadores de Lobisomem abre para a banda Chibuku (da Alemanha) na décima edição da Zombilly.
O Professor Astromar tem um time de respeito, com história no rock maringaense. Renatão é ex-guitarrista da Família Palim e Gótico tocou baixo em várias bandas, até nas pioneiras punks dos anos 90. Na bateria está Wallace (do Zeppelin de Chumbo).

O nome foi inspirado na telenovela “Roque Santeiro”, que começou a ser produzida na década de 70, causou polêmica e só foi exibida em 1985. Personagens caricatos como o Professor Astromar, que era o lobisomem na novela, inspiraram os maringaenses não só com o nome, mas também em músicas. “É uma lembrança da infância e a figura soturna do professor Astromar sempre me intrigou”, explica Renato Gonçalves, 28 anos.

O som é um rock visceral misturando punk, rockabilly e rock nacional dos anos 80. O que já rendeu músicas como "1952", um punk que remete a Supersuckers; "Posso penetrar?" com uma levada psychobilly; "10 mil nós" com referências de bluegrass.
Renatão diz que o trio tem um bom entrosamento apesar de ter apenas dois meses de existência e que eles mostraram gostos em comum. Tanto é que já compuseram sete músicas próprias e já conversam sobre a gravação de um CD demo. “Mas queremos fazer mais shows para amadurecer essa idéia”, adianta.
A banda está empolgada em estrear abrindo um show internacional. “Meu inglês é horrível e não falo alemão”, brinca Renatão, sobre como vai conversar com os músicos do Chibuku.


Vídeo da música "1952".
Ensaio em fevereiro de 2009.

Fotos: Andye Iore

Um comentário:

Renatão disse...

Grande Andye!


Valeu pela força, meu caro. Abraço.